Please reload

Posts Recentes

Circuito 2017

April 10, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Release - 4ª Etapa Circuito em Santa Cruz do Sul em 12/06/2018

May 15, 2018

Santa Cruz do Sul recebe a quarta etapa do Circuito de Gestão e Inovação no Agronegócio 2018 


Em 12 de junho, lideranças do agronegócio, cooperativas, produtores, pesquisadores, universidades e autoridades da região do Vale do Rio Pardo se reúnem no Auditório MEMORIAL da UNISC em Santa Cruz do Sul, a partir das 08h30 para o credenciamento dos participantes, para debater temas em evidência nacional como a Sustentabilidade e Gestão do Agronegócio Familiar, Gestão de Solos e da Água e Alternativas para a Diversificação da Matriz Produtiva Regional. A série de palestras propostas pelo I-UMA (Instituto de Educação do Agronegócio) com apoio técnico da EMATER/RS tem como objetivo disseminar conhecimento e troca de experiências no setor e deve percorrer outras regiões gaúchas até o final do ano. Entrada franca. Inscrições podem ser feitas pelo telefone (51) 3224.6111 ou pelo e-mail agrocircuito@i-uma.edu.br. Vagas Limitadas.


Com a Abertura Oficial às 09h00, o Presidente do I-UMA, José Américo da Silva, juntamente com o Diretor Técnico da EMATER/RS Lino Moura recebem os convidados e participantes da 4ª Etapa do CIRCUITO DE GESTÃO E INOVAÇÃO NO AGRONEGÓCIO, evento que tem como conexão temática para 2018 “Os Desafios e Prioridades para uma Produção Agropecuária Sustentável e mais Eficiente”, reunindo conhecimento, tecnologia, produção e gestão no agronegócio. 


A Universidade de Santa Cruz apoia a iniciativa e receberá o evento no Auditório Memorial UNISC no Prédio 46 da instituição. Com entrada franca, o evento conta com o patrocínio do BRDE, SOUZA CRUZ, Empresa gaúcha de Rodovias – EGR, apoio técnico da EMATER/RS, parceiros institucionais a EMBRAPA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, Secretaria da Agricultura do RS e Câmaras Setoriais/RS, Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do RS e FEPAM, Associação Gaúcha de Laticinistas e Laticínios, OCERGS, TECNOSINOS, e mídias  parceiras o PORTAL AGROLINK e REVISTA AGRODBO e será realizado no próximo dia 12 de junho de 2018, das 08h30 às 12h00 em Santa Cruz do Sul.


Estes eventos itinerantes percorrem o Estado com uma agenda mensal sempre realizados em parceria com entidades setoriais regionais, reunindo formadores de opinião que integram o sistema produtivo gaúcho e levam palestras temáticas técnicas e de mercado atendendo as peculiaridades regionais de produção, de mercado e de negócios, de forma que todos os agentes das cadeias produtivas do Estado sejam os grandes beneficiados. 


O Circuito de Gestão e Inovação é voltado para produtores rurais, cooperativas, prefeitos, secretários de agricultura, secretários do meio ambiente, dirigentes de entidades setoriais, universidades, sindicatos rurais, institutos de pesquisa, agroindústrias, associações comerciais e mídia regional.

 

Temário Central:


Desafios e Prioridades para uma Produção Agropecuária Sustentável e mais Eficiente

 

PROGRAMAÇÃO:


Abertura Oficial - 09h00


SUSTENTABILIDADE E GESTÃO DO AGRONEGÓCIO FAMILIAR 
Palestrante: Claudimir Rodrigues, Gerente de Sustentabilidade e Relacionamento em Produção Agrícola da Souza Cruz, Especialista em Gestão Empresarial e Gestão em Agrobusiness, Mestre em Administração e Vice-presidente no SINDITABACO e do Instituto Crescer Legal.


Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes


A GESTÃO DO SOLO E DA ÁGUA PARA MITIGAR PEQUENAS  ESTIAGENS NA REGIÃO DA DEPRESSÃO CENTRAL
Palestrante: Edemar Valdir Streck, Assistente Técnico Estadual em Solos da EMATER/RS, Doutor em Ciência do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mais de trinta anos de experiência na área de Agronomia, em Extensão Rural, Manejo e Conservação do Solo.

 

Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes


PROGRAMA DE GESTÃO SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR DA EMATER/RS - ASCAR
Palestrante: Célio Colle, Agrônomo, Doutor em Economia, Extensionista da EMATER/RS e Coordenador Estadual do  Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar


Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes


ALTERNATIVAS PARA A DIVERSIFICAÇÃO DA MATRIZ PRODUTIVA REGIONAL
Palestrante: Fernando Costa Gomes, Doutor em Agronomia da Embrapa Clima Temperado

 

Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes


SUSTENTABILIDADE E GESTÃO DO AGRONEGÓCIO FAMILIAR
O Mestre em Administração, Claudimir Rodrigues e Gerente de Sustentabilidade e Relacionamento em Produção Agrícola da Souza Cruz, fará a palestra de abertura da 4ª Etapa do Circuito em Santa Cruz do Sul apresentando uma analise sobre a perspectiva da redução da mão de obra na pequena propriedade rural, novas tecnologias e a educação como modelo de transformação do negócio.  Destaca que “a abordagem terá como foco o modelo familiar onde a gestão é complementar baseada em competências. Paralelamente buscará debater o papel do profissional de extensão em uma nova dinâmica das demandas estimadas por esse novo modelo, finaliza”.

 

A GESTÃO DO SOLO E DA ÁGUA PARA MITIGAR PEQUENAS ESTIAGENS NA REGIÃO DA DEPRESSÃO CENTRAL
O segundo painel será apresentado pelo Edemar Valdir Streck, Doutor em Ciência do Solo pela UFRGS. O clima do Rio Grande do Sul é influenciado por massas de ar oriundas da região polar e da área tropical continental e Atlântica. A movimentação e os encontros destas massas definem muitas de nossas características climáticas, apresentando grande variação sazonal de temperaturas e de precipitação.  Conforme o Atlas Climático do Estado do Rio Grande do Sul, o volume de chuvas na região Sul, situa-se entre 1.300 e 1.500mm e, ao norte a média está entre 1.500 e 1.800mm, especialmente na encosta do Planalto. Na região da Depressão Central, a precipitação anual é entre 1600 e 1700mm, com distribuição irregular durante o ano, principalmente durante o verão, ocasionando curtas estiagens neste período.

Destaca o palestrante Streck que para suprir as deficiências hídricas é fundamental manejar adequadamente os solos e armazenar a água para utilizá-la na irrigação das culturas. O solo quando é utilizado com boas práticas conservacionistas e de fertilização potencializa a produção de raízes e de resíduos culturais melhorando a capacidade de infiltração de água, reduzindo as perdas de água por evaporação e é capaz de manter água disponível para as plantas por um período acima de 10 a 15 dias no caso da ausência de chuva. Essa capacidade de retenção e infiltração de água é variável de acordo com a quantidade de resíduos culturais que cobrem o solo e de acordo com tipos de solos. 

Pondera, ainda, o Assistente Técnico Estadual em Solos da EMATER/RS que nesta região tem-se uma diversidade muito grande de solos e com grande potencial de produção. Porém possuem características diferentes entre eles, impondo sistemas de manejo para conseguir-se amenizar os efeitos de pequenas estiagens. Para ele, “para amenizar efeitos de estiagens prolongadas, como a de 2017/18, devem-se realizar investimentos para armazenar a água em açudes ou barragens para fins de irrigação das culturas e pastagens e manter a sustentabilidade da região. E neste sentido que pretendemos abordar o tema de gestão do solo e água”, finaliza.


GESTÃO SUSTENTÁVEL NA AGRICULTURA FAMILIAR
O Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar da EMATER/RS - ASCAR será apresentado nesta etapa do Circuito pelo Doutor em Economia Engenheiro Agrônomo Célio Colle. Este programa no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul foi instituído pelo decreto 53.052, de 02 de junho de 2016, publicado no DOE em 03 de junho de 2016, sob a coordenação da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) e executado pela Emater/RS-ASCAR. O programa tem por objetivo promover a gestão e a adequação socioeconômica e ambiental das propriedades, acompanhando a execução através de Planos de Gestão para cada estabelecimento rural assistido. 
Segundo o Coordenador Estadual do Programa de Gestão Sustentável da Agricultura Familiar da EMATER/RS, a meta do Programa que deverá vigorar entre 2016 e 2019, é sensibilizar 40 mil famílias com a adesão mínima de 20 mil famílias em todos os municípios do Estado. Em 2016, primeiro ano de execução do Programa, 11.087 famílias receberam informações sobre o Programa. Em 2017, mais 12.311 famílias receberam informações, com 5.722 adesões. Para 2018, serão 10 mil famílias sensibilizadas com meta para cinco mil adesões. As famílias que participam do Programa recebem as orientações e avaliações definidas no Plano Anual de Gestão, que é reavaliado pela equipe técnica e pela família no final de cada ano.
Destaca, ainda, o palestrante Extensionista da EMATER/RS que através desse modelo de trabalho, busca-se inovar a forma de atuação dos técnicos de extensão rural, gerar referências técnicas, econômicas, sociais e ambientais, para qualificar o processo de tomada de decisão, contribuir com a geração de políticas públicas e para aumentar a renda e a inclusão social e produtiva das famílias rurais.
Para administrar com eficiência e eficácia uma unidade produtiva, é imprescindível, dentre outras variáveis, o domínio da tecnologia e do conhecimento dos resultados e dos gastos em cada fase produtiva das atividades, que têm no custo um indicador importante das escolhas do produtor. 

 

ALTERNATIVAS PARA A DIVERSIFICAÇÃO DA MATRIZ PRODUTIVA REGIONAL
Quintais Orgânicos de Frutas: 
Contribuição para a Saúde e Geração de Renda Familiar.

O painel de encerramento será com Fernando Rogério Costa Gomes, Doutor em Agronomia da Embrapa Clima Temperado que falará sobre o Projeto Quintais Orgânicos de Frutas: Contribuição para a Saúde e Geração de Renda Familiar. Salienta o painelista que esta ação tem como objetivo contribuir com a sustentabilidade social, econômica e ambiental, de diversos públicos, abordando questões culturais, étnicas, ambientais, alimentares, econômicas e medicinais. Para a composição dos quintais, são adotadas 95 plantas frutíferas, provenientes de um conjunto de 19 espécies, que incluem pêssego, figo, laranja, amora-preta, cereja-do-rio-grande, araçá, goiaba, caqui, pitanga, romã, tangerina, limão, guabiju, araticum, uvaia, videira, jabuticaba, guabiroba e butia. Selecionadas em função de suas características nutricionais e funcionais. Além das espécies frutíferas, são cultivados feijão, milho, três cultivares de batata doce, forrageira BRS Kurumi e doze espécies de plantas medicinais, totalizando 37 opções de diversificação da matriz produtiva. De 2004 a 2017, foram implantados 2.091 Quintais em 201 municípios do Sul do Brasil e do Uruguai, atingindo 63.838 beneficiários diretos. 
Premiações:
O Projeto recebeu as seguintes premiações: Certificação de Tecnologia Social, pela Fundação Banco do Brasil; Tecnologia Ambiental na 3ª Edição da Feira Internacional de Tecnologia para o Meio Ambiente (FIEMA); Tecnologias Socioambientais- Setor Público, durante a 16ª Edição do Prêmio Expressão de Ecologia; Tecnologia Social Região Sul e Nacional pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP); Certificado de "Boas Práticas para o Desenvolvimento Sustentável" da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e Prêmio de Agradecimento aos Parceiros EFASC - 2017. Cada Quintal constitui uma Unidade de Referência ou Demonstrativa, usada para dias de campo, visitas, cursos, dentre outros.
Outras Informações: www.projetoquintais.com.br | www.facebook/projetoquintais |  www.boaspraticas.org.br/index.php/pt

 

SERVIÇO:
Data: 12 de junho de 2018
Credenciamento:08h30 – Inscrições Antecipadas
Solenidade de Abertura Oficial: 09h00
Horário do Evento: Das 08h30 às 12h00
Local: AUDITÓRIO MEMORIAL UNISC - BLOCO 46  - Avenida Independência, 2293 
             Universitário, Santa Cruz do Sul - RS
Site: www.iumaeventos.com.br 
Informações e Inscrições: agrocircuito@i-uma.edu.br
Fone: (51) 3224-6111     
 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Central de Atendimento I-UMA

Telefone: 51 3224 6111 3239-8958

Segunda a Sexta das 08:30 às 18:00

E-mail: i-uma@i-uma.edu.br

Av. Ipiranga, 40 Sala 1804 Trend Offices Bairro: Praia de Belas | Porto Alegre/RS | Brasil
CEP : 90.160-090


Copyright 2017. © Instituto Universal de Marketing em Agribusiness – I-UMA Direitos Reservados - All Rights Reserved - Proibida a cópia e reprodução total ou parcial por qualquer meio ou processo, sem autorização expressa do I-UMA. A violação dos direitos autorais caracteriza-se como crime incurso no art. 184 do Código Penal, assim como nos arts. 105 e 108 da Lei 9.610, de 19/02/1998.