Please reload

Posts Recentes

Circuito 2017

April 10, 2017

1/1
Please reload

Posts Em Destaque

Release - 3ª Etapa Circuito em Bagé em 22/05/2018

May 3, 2018

Bagé recebe a terceira etapa do Circuito de Gestão e Inovação no Agronegócio 2018 para tratar dos Desafios e Prioridades para uma Produção Agropecuária

Sustentável e mais Eficiente

 

Em 22 de maio, lideranças do agronegócio, cooperativas, produtores, sindicatos rurais, agroindústrias, universidades e autoridades regionais se reúnem na EMBRAPA Pecuária Sul, das 13h30 às 16h30, para debater temas relevantes para a região entre eles a Gestão da Pecuária Inserida no Pampa, Lavoura de Resultados, Gestão de Solos e da Água para Mitigar a Estiagem na Região do Pampa e as Transformações Recentes de Ocupação de Solo do Pampa e os Desafios para a Pesquisa Agropecuária.

 

A conexão temática para 2018 reúne conhecimento, tecnologia, produção e gestão no agronegócio e tratará dos DESAFIOS E PRIORIDADES PARA UMA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL E MAIS EFICIENTE. Estes eventos itinerantes tem apoio técnico da Emater/RS é realizado em parceria com entidades setoriais regionais, reunindo formadores de opinião que integram o sistema produtivo gaúcho, com o propósito de disseminar conhecimento e troca de experiências atendendo as peculiaridades regionais de produção, mercado e de negócios.

 

Entrada Franca.

 

O programa do circuito é voltado para formadores de opinião, prefeitos, secretários de agricultura, meio ambiente e educação, empresários do agronegócio, produtores rurais, agentes do sistema financeiro, cooperativas, agroindústrias, entidades setoriais, instituições de ensino e pesquisa e profissionais do agronegócio.

Com inscrições gratuitas, a iniciativa é promovida pelo I-UMA (Instituto de Educação no Agronegócio) com apoio técnico da EMATER/RS e patrocínio do BRDE, SOUZA CRUZ, Empresa Gaúcha de Rodovias – EGR,  parceiros Institucionais como a EMBRAPA, Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento – MAPA, Secretaria da Agricultura do RS e Câmaras Setoriais/RS, Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do RS e FEPAM, Associação Gaúcha de Laticinistas e Laticínios, OCERGS, TECNOSINOS e mídias  parceiras o PORTAL AGROLINK e REVISTA AGRODBO e será realizado no próximo dia 22 de maio de 2018, das 13h30 às 16h30, na EMBRAPA PECUÁRIA SUL em Bagé.

 

 

PROGRAMAÇÃO:

 

Temário Central:

DESAFIOS E PRIORIDADES PARA UMA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA SUSTENTÁVEL E

MAIS EFICIENTE

 

SOLENIDADE DE ABERTURA OFICIAL – 14H

 

 I PAINEL

A GESTÃO DA PECUÁRIA INSERIDA NO PAMPA

 

Palestrante: Julio Barcellos, Doutor em Zootecnia (UFRGS), Mestre em Zootecnia (UFRGS), Especialista em Sistemas de Produção Animal (Instituto Mediterrâneo de Zaragoza, Espanha) e Médico Veterinário (FUNBA).

 

Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes

                                                     

II PAINEL

LAVOURA DE RESULTADOS

 

Palestrante: Alencar Paulo Rugeri, Agrônomo, Assistente Técnico Estadual em Culturas da EMATER/RS.

 

Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes

 

III PAINEL

A GESTÃO DE SOLOS E DA ÁGUA PARA MITIGAR A ESTIAGEM NA REGIÃO DO PAMPA

 

Palestrante:  Edemar Valdir Streck, Assistente Técnico Estadual em Solos da EMATER/RS, Doutor em Ciência do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Mais de trinta anos de experiência na área de Agronomia, em Extensão Rural, Manejo e Conservação do Solo.

Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes

 

IV PAINEL

TRANSFORMAÇÕES RECENTES DE OCUPAÇÃO DE SOLO DO PAMPA E OS DESAFIOS PARA

A PESQUISA AGROPECUÁRIA

 

Palestrante:  Alexandre Costa Varella - Chefe Geral da Embrapa Pecuária Sul

 

Perguntas e Respostas - Espaço Interativo com os participantes

 

 

A GESTÃO DA PECUÁRIA INSERIDA NO PAMPA

O painel de abertura da terceira Etapa do AGROCIRCUITO será com o Professor Julio Barcellos Doutor em Zootecnia, que atua há mais de trinta anos no agronegócio, reconhecido pela sua pesquisa na cadeia produtiva de carne bovina e conferencista internacional. Para Barcellos, a pecuária de corte enfrenta um novo desafio, atender as exigências do pecuarista em termos de resultado econômico, otimizar o uso de seus recursos. Esta otimização pode ser considerada como as premissas básicas da sustentabilidade em todas as suas dimensões. Assim, abordar este tema combinando princípios econômicos x ambientais e produtivos, é o desafio que pretende trazer aos presentes nesse vento. 

 

LAVOURA DE RESULTADO

O segundo palestrante da etapa do circuito em Bagé será o Engenheiro Agrônomoi, Assistente Técnico Estadual em Culturas da EMATER/RS que falará sobre o Projeto Lavoura de Resultado, criado em 2013 pela EMATER/RS que trabalha disseminando conhecimentos e informações que possam qualificar os produtores e incentivá-los a adotarem novas tecnologias de produção. Destaca o agrônomo Rugeri que “o objetivo é promover resultados melhores para o agricultor, pois na composição dos custos da lavoura, o agricultor deve ter o menor custo e a maior receita, favorecendo o desempenho da atividade rural".

 

De acordo com Rugeri as iniciativas deste Projeto estão sustentadas nas parcerias e com base nos aspectos tecnológicos, capazes de maximizar as ações referentes a produção de forma mais sustentável, buscando a conjugação de esforços para qualificar técnicos e agricultores para o aumento da eficiência, eficácia  e a melhoria na qualidade dos processos produtivos, que envolvem todo o sistema de produção, como a TECNOLOGIA DE APLICAÇÃO, MANEJO INTEGRADO, de PLANTAS DANINHAS, PRAGAS, DOENÇAS e  AVALIAÇÃO DE PERDAS NA COLHEITA, nas 12 regiões administrativas da EMATER/RS, promovendo:

 

  • Aprimoramento a tecnologia de aplicação;

  • Preservação e qualidade do meio ambiente;

  • Melhoria na qualidade da aplicação e racionalização do uso de agrotóxicos e consequente diminuição do número de aplicações;

  • Redução o risco de intoxicação do meio rural:

  • Difusão a tecnologia do Manejo Integrado;

  • Difusão da metodologia (22 dias da Campo)

  • Minimização as perdas na colheita.

 

A GESTÃO DO SOLO E DA ÁGUA PARA MITIGAR AS ESTIAGENS NA REGIÃO DO PAMPA

O clima do Rio Grande do Sul é influenciado por massas de ar oriundas da região polar e da área tropical continental e Atlântica. A movimentação e os encontros destas massas definem muitas de nossas características climáticas, apresentando grande variação sazonal de temperaturas e de precipitação.  O volume de chuvas, ao sul a precipitação média situa-se entre 1.300 e 1.500mm e, ao norte a média está entre 1.500 e 1.800mm, especialmente na encosta do Planalto. De acordo com Cross(2015) o setor Oeste do Estado foi a região mais afetada pelos eventos de estiagem no período de 1991 a 2012 e novamente em 2017/18 a falta chuvas vem castigando esta região do Estado.

Para o Eng. Agr. Edemar Valdir Streck, Doutor em Ciência do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul para suprir as deficiências hídricas é fundamental manejar adequadamente os solos e armazenar a água para utilizá-la na irrigação das culturas. O solo quando é utilizado com boas práticas conservacionistas e de fertilização potencializa a produção de raízes e de resíduos culturais melhorando a capacidade de infiltração de água, reduzindo as perdas de água por evaporação e é capaz de manter água disponível para as plantas por um período acima de 10 a 15 dias no caso da ausência de chuva. Essa capacidade de retenção e infiltração de água é variável de acordo com a quantidade de resíduos culturais que cobrem o solo e de acordo com tipos de solos.

O palestrante Streck, Assistente Técnico Estadual em Solos da EMATER/RS, destaca que na região tem-se uma diversidade muito grande de solos e com grande potencial de produção. Porém possuem características diferentes entre eles, impondo sistemas de manejo diferenciados para conseguir-se amenizar os efeitos de pequenas estiagens. Para ele, “para amenizar efeitos de estiagens prolongadas, como a de 2017/18, devem-se realizar investimentos para armazenar a água em açudes ou barragens para fins de irrigação das culturas e pastagens e manter a sustentabilidade da região. E neste sentido que pretendemos abordar o tema de gestão do solo e água”, finaliza.

 

 

TRANSFORMAÇÕES RECENTES DE OCUPAÇÃO DE SOLO DO PAMPA E OS DESAFIOS PARA A PESQUISA AGROPECUÁRIA

O pesquisador e chefe-geral da Embrapa Pecuária Sul, Alexandre Costa Varella, apresentará em sua  palestra as transformações de ocupação do território da metade Sul do Rio Grande do Sul nos últimos anos. Durante a apresentação, Varella falará sobre como essas transformações repercutem dentro do sistema de produção pecuário e como a pesquisa deve se ajustar frente a essas novas demandas.

Os dados a serem demonstrados são gerados pelo Laboratório de Ecologia de Sistemas Campestres e Recursos Naturais da Embrapa Pecuária Sul. O pesquisador abordará as mudanças que ocorreram especialmente a partir da década de 70, na região da Campanha e Fronteira Oeste, quando sistemas basicamente formados por pecuária e arroz foram se diversificando, com a entrada de atividades como a vitivinicultura, olivicultura e mais recentemente a soja. “Vamos informar como está a ocupação do território com as áreas agrícolas, as áreas com pastagens naturais, e como se prevê o futuro desses sistemas de produção na metade sul do RS, além de como a pesquisa deve contribuir para que essas transformações sejam sustentáveis, econômica e ambientalmente viáveis.

O chefe-geral apresentará ainda, a visão da Embrapa Pecuária Sul sobre como atuar frente a esse novo cenário, que coloca a propriedade pecuária em um cenário de diversificação, com a pecuária dividindo espaço com outras atividades. Também será abordado as demandas de consumo que têm surgido, de produtos oriundos de sistemas de produção com base sustentável, que considerem a conservação dos recursos naturais e produzam o máximo possível de alimentos limpos e sem agressão ao meio ambiente.

 

SERVIÇO:

Data: 22 de maio de 2018

Credenciamento: 13h30 – Inscrições Antecipadas

Solenidade de Abertura Oficial: 14h00

Horário do Evento: Das 13h30 às 16h30

Local: EMBRAPA Pecuária SUL (BR 153 Km 633 – Vila Industrial - Bagé/RS)            

Site: www.iumaeventos.com.br

Informações e Inscrições: agrocircuito@i-uma.edu.br

Fone: (51) 3224-6111

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Procurar por tags
Please reload

Arquivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square